Salário, calcanhar-de-aquiles da PM

Reivindicação prioritária das entidades de classe de policiais militares, a criação de um piso salarial nacional é um dos pontos de destaque do Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci), entregue pelo ministro da Justiça, Tarso Genro, ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva nesta quinta-feira 31 de maio. De acordo com Genro, o piso terá um valor entre R$ 1.200 e R$ 1.700, a ser definido.

Segundo o secretário nacional de Segurança Pública, Luiz Fernando Corrêa, o governo federal poderá entrar com uma parte da complementação salarial para ajudar os estados a pagar o piso. A equipe econômica do governo deverá definir um plano para o início e o fim da participação da União nos pagamentos complementares.

A disparidade entre salários de PMs dos diferentes estados do Brasil só não é maior do que a disparidade entre os salários de policiais militares, civis, federais e da Força Nacional de Segurança Pública. Conseguir dados oficiais para efeito de comparação, entretanto, não é fácil. Gestores da Secretaria Nacional de Segurança Pública não responderam pedido feito por e-mail pelo Comunidade Segura.

Mas em tempos de internet a informação não se centraliza mais nas esferas de poder. Através do site de relacionamento Orkut, mais especificamente de uma comunidade de oficiais da polícia militar, foi feita uma pesquisa de âmbito nacional sobre os salários de PMs. Seus salários por eles mesmos. 

Na tabela resultante da pesquisa, o Rio aparece como o pior salário inicial – um soldado ganha R$ 786 -, mas faltam dados de alguns estados, entre eles Alagoas, que, em levantamento feito pelo jornal Folha de S. Paulo com base em dados de governos estaduais e entidades de classe, é apontado como o pior salário - R$ 850. As duas pesquisas apontam o Distrito Federal como o melhor pagador, com salário inicial acima de R$ 2.300. As entidades de classe pretendiam que a base do piso fosse os salários do DF.

"O piso deve ser o da PMDF. Está dificílimo se manter com os atuais vencimentos, que estão desvalorizados em mais de 54%", afirma o tenente Melquisedec Nascimento, presidente da Associação dos Militares Auxiliares e Especialistas (Amae).

Um estudo do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) concluiu ser de R$ 1.620 o “salário mínimo necessário”, isto é, o soldo que contemple as necessidades básicas de uma pessoa e sua família, como moradia, alimentação, educação, saúde, lazer, vestuário, higiene, transporte e previdência social. Dos 27 estados do Brasil, só seis remuneram seus soldados da Polícia Militar com valor semelhante ou maior – Amazonas, Santa Catarina, Paraná, Goiás, Amapá e o Distrito Federal – segundo o levantamento da Folha, publicado em 15 de abril.

O anúncio da criação do piso foi bem recebido pelos policiais. "É muito positiva a preocupação demonstrada com o salário", afirma o major Wanderby Braga de Medeiros, da PMERJ.  

Quando implantado, o piso nacional ajudará a diminuir a disparidade salarial entre policiais militares e civis. No Rio, o menor salário da polícia civil é de R$ 1.275, e em Alagoas, R$ 1.330. A equiparação é outra reivindicação das entidades de classe. Mas que parâmetros usar para fazer a correspondência entre os cargos e patentes?

A política salarial que vem sendo implantada em Goiás há um ano agradou policiais blogueiros do Rio. O blog do major Wanderby explica que o plano promove a integração salarial entre Polícia Militar, Bombeiros e Polícia Civil, estabelecendo a seguinte correspondência entre cargos/salários: soldado de 1a classe corresponde a agente de polícia de 3a classe; segundo-sargento a agente de polícia de 2a classe; primeiro-sargento a agente de polícia de 1a classe; capitão a delegado de polícia de 3a classe; major a delegado de polícia de 2a classe, tenente a delegado de polícia de 1a classe; e coronel a delegado de polícia de classe especial. A equivalência salarial é feita em forma de subsídios pagos em parcelas.

Enquanto em estados do Centro-Oeste a situação salarial da polícia é exemplar, no Rio de Janeiro - estado que registra a maior letalidade policial no país - o clima é de descrédito. O Plano Diretor da PMERJ de 2007 a 2010, divulgado em janeiro, dava prioridade à questão salarial. A classe propôs ao governo um reajuste de 54%. O governador mostrou-se favorável a causa. Foi criada uma comissão especial de reposição salarial. Mas, em reunião realizada em maio, o Secretário Estadual de Planejamento e Gestão, Sérgio Rui, informou os policiais de que não haverá reajustes salariais para a categoria.

Em outros sites:

Orkut: Comunidade de Oficiais Militares (onde é feita a pesquisa salarial)

Reportagem sobre salários policiais publicada na Folha e reproduzida no blog Repórter do Crime, do Globo

Associação dos Militares Auxiliares e Especialistas

Plano Diretor da PMERJ 2007 - 2010 (arquivo PDF)

Blogs:

wanderbymedeiros.blogspot.com

www.diariodeumpm.net/category/salario/

Saiba mais:

Dossiê A Polícia que Queremos

Dossiê Segurança no Rio de Janeiro

Comentários

Falta de respeito

Creio que, senão por admiração, por respeito, o governo do RJ deveria responder de maneira objetiva e clara aos pleitos salariais da PMERJ. Acredito que se o fizesse, eventuais tensões originárias da tropa poderiam ser minimizadas. Lamento que não sejamos informados acerca do percentual que teremos de reajuste, quando e de que forma, se é que teremos. Lamento ainda o aparente silêncio e falta de mobilização de nossas entidades de classe.

Unificação e conseqüente desmilitarização das PMs

Ã? sui generis, se discutir e ser apresentado soluções, e, ainda tentar priorizar a questão salarial "das Polícias Militares" no Brasil, coloco entre áspas, pois, acredito ser hoje essa nomenclatura de polícia, um tanto quanto fora do contexto da realidade de segurança pública, pois o modelo que ainda se arrasta e insiste em se manter em vigor neste País, é, de uma brincadeira de mau gosto, com a segurança pública nacional. Esta semana, vendo um programa policial de tv local, presos(em delegacia), serraram as grades da cela, e, empreenderam fuga, ao serem recapturados, e apresentados às câmeras, para serem entrevistados, riram e disseram: "tantas vezes, quanto for viável, vamos escapar, pois essas celas, não seguram ninguém". Delegacias se transformaram em mines presídios, policiais investigadores, se transformaram em carcereiros, os processos se acumulam e passam anos sem solução. Na verdade, uma coisa puxa outra. Se realmente, partirmos do salário bem compensador, um excelente remédio para se combater a corrupção(ativo/passivo), entre os policiais, se valoriza o material humano, com certeza a resposta nas ruas, vai ser bem compensador, e a população vai sentir a primeira mudança. Mas, a mudança de verdade, só vamos contemplar mesmo, quando o sistema, como um todo, revolucionar, desmilitarizando a Polícia Militar, e unificando o sistema de segurança pública, dando características de que realmente teremos uma polícia cidadã, e, sem dúvida nenhuma o crime, vai sentir o golpe.

Salário das PMs

A policia militar esta jogada às traças. Criam-se projetos para melhorar a segurança pública, para se criar piso salarial, tornar o policial um cidadão com dignidade, porém é tudo lorota, conversa fiada, nada mais do que politicagem. A verdade é que os policiais militares estão vivendo abaixo da linha da miséria. O governo não tem recursos para aumentar o salário dos PMs, mas tem recursos em abundância para serem desviados, tem recursos em abundância para se criar projetos útopicos como o PRONASCI. Projeto esse, que de forma alguma contribuirá para a melhoria da qualidade de vida dos PMs e nem contribuirá para a diminuição da criminalidade, ou seja, "projetinho" criado por quem não entende nada de segurança pública. São portanto politiqueiros que querem deixar a sociedade a mercê, querem transformar o Brasil no "conjunto de favelas do morro do alemão".

Fica mesmo difícil de ter

Fica mesmo difícil de ter uma polícia dedicada com salários tão baixos. Lamentável...

Salário do funcionalismo.

É FATO QUE TODO FUNCIONALISMO ANDA A ESPERA DE ALGO QUE POSSA PELO MENOS COMPENSAR AS PERDAS DOS ÚLTIMOS ANOS, MAS O GOVERNO DEMONSTRA DE FORMA BEM CLARA QUE NADA É POSSIVEL FAZER, POIS NÃO HÁ DINHEIRO EM CAIXA , SENDO O SEGUNDO MAIOR Estado EM ARRECADAÇÃO, AS VEZES FICO ACHANDO QUE ESTOU NO NOERDESTE BRASILEIRO OU NA AFRICA SEM PRECONCEITO ALGUM.

SALARIO

GENTE! E SO NÃO PRENDER MAIS NINGUEM! NAO FAZER NADA! AI EU QUERO VER ESTES SAFADOS NAO PAGAREM BEM A POLICIA!

SALÁRIO

Sou pertencente a PMERJ,entrei pq sempre acreditei em poder contribuir p/ a sociedade, mas essa ilusao durou apenas durante minha formação. Vendo a desvalorização absurda e revoltante, onde o homem tem q largar o anseio de sua família p/ complementar a renda mensal, se ñ a família passa fome literalmente. É facinho mudarmos esse quadro, é só cruzarmos os braços e ninguém fazer absolutamente nada.

Salário e Unificação das Polícias

A dificuldade da Segurança Pública acho que vem da divisão das Polícias, a PM trabalha no setor "A" e não avança para o setor "B" que a Polícia Civil toma conta, Os coronéis querem uma tropa para comandar e estar a sua disposição, os Delegados querem ter o poder de Polícia. Cá pra nós, a Polícia Militar deveria ter o seu posto maior de CAPITÃO e para chegar a ser Capitão de Polícia deveria começar de Soldado, para aprender o que é ser um Policial, o Delegado deveria ter seu início de carreira como Detetive de 3º aí teriamos Policiais de verdade, nós vemos homens e mulheres que estão comandando tanto a policia Civil como a Militar sem nenhum preparo e cada um pucha pro seu lado, as duas Policias foram feitas para trabalhar juntas, mas cada uma delas tem sua bandeira, por isso que não conseguimos nada para ambas as classes.

Fiquei atônita em ver tamanha disparidade

O Policial Militar o o Bombeiro Militar merecem nosso respeito. E os governantes Estaduais deveriam ter a dignidade de realizar um pagamento justo a seus servidores militares. Sem eles a população ficaria desasistidas da segurança pública. Afinal para que servem uma carga tributária tão elevada? Sou a favor da PEC 300, e sugiro que esse tema ganhe maior relevância pública e façam um grande abaixo assinado eletrônico apoiando a causa. Que o Piso salarial seja o do Dirtrito Federal à todos os Policiais Militares e Bombeiros Militares do Brasil, independente do Estado. Sou apenas uma cidadã civil, não sou filha, nem conjuge, nem vivo em união estável, nem sobrinha, nem neta de militar. Meu interesse é tão somente ver a categoria bem remunerada.

salario pm

eu fui policial quando entrei ja sabia quanto ia ganhar nao fui forçado sai e procurei outra profiçao quer dizer arrumei uma profiçao porque policia nao e profiçao e pra nao virar mendigo salario baixo nao e motivo pra roubar quando entraram sabiam quanto iam ganhar muita gente ganha 510 por mes e tem que sustentar uma familia e nao rouba ninguem entraram agora vao chorar na cama que e lugar quente

Eu espero estar vivo para

Eu espero estar vivo para ver um dia em que nossa profissão será bem remunerada como deveria.

A favor da PEC 300

Os governantes Estaduais não sabe e nem conhece o tamanho da confusão e destruição que seria, se por um dia, os PMs da policia Militar, de todos os estado do Brasil entrasse em greve, "'principalmente os seus guarda costas" que ganham muito bem pelo serviço, não seriam parios para o tamanho da confusão e sangue no País. Sou a favor da greve dos PMs, e da PEC 300, pois todo cidadão tem que ter direito e deveres,e o policial militar só tem deveres que é a segurança da população, pois a salario que ganham, pelo risco que correm,pela a insegurança de uma ida, que pode não ter volta, são muito mal remunerados, nem dá para proporcionar uma vida segura a sua familia Isso não da ser chamado de governador do Brasil, e sim de seus interesses....."CADÊ O GOVERNADOR DESSE PAÍS????

Enviar novo comentário

O conteúdo deste campo é mantido privado e não será publicado.
CAPTCHA
Isso serve para verificar se você é um visitante de verdade e não um robô, evitando, assim, o envio automático de spam.
Image CAPTCHA
Copy the characters (respecting upper/lower case) from the image.